sexta-feira, 18 de julho de 2014

Todo dia...


É cedo. Está escuro. Tudo é silêncio.
Em alguns minutos os primeiros raios de sol surgirão e passos agitados, problemas a serem resolvidos, horários a serem cumpridos e a agitação humana tomará conta de tudo. Mas antes que o mundo acorde, eu escolho, pois pelo Calvário sou livres, e por ser livre posso escolher.

Eu escolho o AMOR
Escolho amar, pois fui amada primeiro. Quero amar os fáceis e os difíceis; aqueles que caminham ao meu lado, e aqueles que vêm contra mim; os iguais e os diferentes. Simplesmente transmitir aquilo que antes recebi.

Eu escolho a ALEGRIA
Escolho me alegrar e me satisfazer nEle, na certeza de que a Sua graça me basta. E assim transmitir essa alegria no sorriso mais sincero que eu puder oferecer àqueles que passarem por mim.

Eu escolho a PAZ
Ser pacificadora em cada palavra, em cada atitude, em cada pensamento, e descansar em saber que “a paz que excede todo entendimento” guardará o meu coração.

Eu escolho a PACIÊNCIA
Quando palavras me machucarem, atitudes me decepcionarem, olhares me irritarem e uma pequena faísca arriscar incendiar toda uma situação, eu escolho a paciência, lembrando que estamos todos no mesmo barco da imperfeição.

Eu escolho a DELICADEZA
Quero que minha bondade seja transmitida com gentileza. Um sorriso, um olhar, uma mão estendida. Não apenas caminhar a segunda milha, mas fazê-la sorrindo.

Eu escolho a BONDADE
Escolho estar atenta às necessidades ao meu redor. Um copo de água a alguém sedento, pão ao faminto, um ouvido ao que precisa ser ouvido, um ombro amigo para o que quer chorar.

Eu escolho a FIDELIDADE
Escolho ser fiel no pouco. Fiel com o meu próximo, com meus compromissos e com o meu Deus. Fiel não apenas por um momento, mas por toda a vida.

Eu escolho a MANSIDÃO
Se eu erguer minha voz que seja em louvor a Deus; se eu fechar os meus punhos que seja em oração; se eu exigir algo que seja de mim mesma.

Eu escolho o DOMÍNIO PRÓPRIO
Cada olhar, cada sorriso, cada pensamento, cada gesto, cada passo e cada intenção do meu coração, submetidos ao senhorio de Cristo. Que já não seja mais eu quem viva, mas Ele que viva em mim.


Amor, Alegria, Paz, Paciência, Delicadeza, Bondade. Fidelidade, Mansidão e Domínio Próprio. Eu escolho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário