segunda-feira, 4 de agosto de 2014

José



Hoje nosso carinha é um sonhador e muito esforçado desde cedo, pastor de ovelhas aos dezessete anos, depois, mordomo na casa de Potifar, governador no Egito, tendo apenas Faraó acima na hierarquia.

Quando criança era o queridinho de seu pai, e por vezes contava as travessuras dos irmãos ao pai.

José despertava ciúmes nos irmãos, e teve um sonho profético de algo que estava por vir e que mudaria sua a historia, a historia do povo de Israel.
Os irmãos de José planejaram mata-lo porem um deles sugeriu que vendessem e que disse a pai que algum animal o devorou.

Então por vinte ciclos de prata, que correspondia a dois anos e meio de salario do trabalho, 
 José foi entregue para servir no Egito.
Jacó, pai de José fica muito triste pela falta do filho, rasga suas veste e não que ser consolado por ninguém.

José estava agora sob os serviços de Potifar, e o Senhor era com José, e por causa da esposa de Potifar, José acaba na prisão, e mesmo na prisão Deus estava com José.
Interessante que se pararmos para analisar casa parte da historia de José uma das falas mais presentes é “O Senhor era com José”.

José mesmo preso tinha a confiança do carcereiro, José despertava confiança por onde passava, e de dentro da prisão começou a interpretar sonhos, e o mais importante deles, o sonho de Faraó.

Faraó fez de José governador, sua ordens era respeitadas em todo o Egito, hierarquicamente acima de José somente faraó.
Estabilizado José, e o Senhor era com ele, bem nesta parte da historia quem aparece? É quem vendeu José pra ser escravo?

Eles mesmos, os irmãos de José vão ao Egito e não reconhecem José, mas, o nobre senhor os reconhece. Em algum momento se apresenta como tal e junto com faraó oferece ajuda aos israelitas.

Toda a família de José é trazida para o Egito, e uma festa, o faraó fala com Jacó que o abençoa, abençoa também os filhos de José e toma os por seu. Imagino a felicidade de Jacó reencontrando se filho querido, e pouco tempo depois morre com cento e trinta anos.
Com a morte de José teria então chegado a hora da verdade, o acerto de contas entre José e seus irmãos?

E ai vem o grande ensinamento que a gente aprende observando as escrituras:

“E José lhes disse: Não temais; porventura estou eu em lugar de Deus?” Gêneses 50.19

Essa é a resposta que tem para seus irmãos quando o pergunta, José havia perdoado seus irmãos, não guardava magoas e não queria vingar-se.

Todas as coisas as quais foi submetido fazia cumprir a historia que Deus escreverá, e cabe somente ao autor decidir o que fazer com suas personagens.
O julgamento, o juízo e castigo cabem a Ele.

José entendeu isso, porque Deus era com ele, e ele queria estar com Deus.
Quando queremos estar com Deus, damos nosso primeiro passo, em seguida Deus caminha em nossa direção e nos abraça, tira de nossas costas a mochila pesada e diz que agora vai nos ajudar a caminhar.

José em nenhum momento reclamou, porque Deus era com ele.
Podemos estra em qualquer lugar, sob qualquer circunstancia porém quando Deus é conosco, não vemos razões para reclamar.

Façamos hoje nossa parte, e nossa parte é obediência, porque Deus é conosco, as bênçãos são bônus que Deus vai acrescentando, o julgamento daqueles que nos aborrece cabe a Deus, tem escrito nossa história.

Juliana Viana

Nenhum comentário:

Postar um comentário