quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Na corda bamba...


Um circo. Um equilibrista, Uma plateia. Uma pergunta.
“Quem acredita que eu possa atravessar esta corda bamba?”
Toda a plateia grita em uníssono: “Eu!”
E como prova de sua grande habilidade o equilibrista atravessa a corda com facilidade. Então, mais uma pergunta: “Quem acredita que eu possa atravessar esta corda bamba levando um carrinho de mão?”
E em uníssono a plateia responde: “Eu!”
E assim o fez o equilibrista.
Mas agora o nível de dificuldade aumenta.
“Quem acredita que eu possa atravessar esta corda bamba levando um carinho de mão com uma pessoa dentro?”
E mais uma vez a plateia grita: “Eu!”
Então vem a última pergunta: “Quem quer ser o voluntário?”
E o silêncio toma conta da plateia.

Quantas vezes não agimos assim em relação a Deus?
Acreditamos que Ele é Todo-Poderoso, mas duvidamos que Ele possa nos curar. Acreditamos que Ele é o nosso Pastor e que nada nos faltará, mas relutamos quando Ele nos tira de nossa zona de conforto. Acreditamos que Ele escolhe pessoas a fim de irem aos confins da terra pregar o evangelho, mas nos fazemos de surdos quando Ele nos chama. Acreditamos no poder de Deus até que tenhamos que entrar no “carrinho de mão” dele.

Mas diante da vida de Abraão, José, Moisés, Neemias, Daniel, João Batista e tantos outros ao longo da Bíblia, podemos seguir sem medo, na certeza de que obedecer ao Senhor e ser guiado por Ele sempre VALERÁ A PENA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário