terça-feira, 9 de setembro de 2014

1. Amigo Eterno

Quando os alicerces da terra foram firmados Ele já estava lá, pairando por sobre as águas (Gn. 1:1-2). Tal como uma imagem refletida no espelho nós fomos criados à Sua imagem e Sua semelhança (Gn. 1:26). O barro foi moldado. O pó da terra recebeu o fôlego da vida (Gn. 2:7). E diante da onisciência de Deus, enquanto o pai criava, o Filho se entregava na cruz e o Espírito Santo fazia morada em nós.
A Trindade nos amou mesmo antes de existirmos!

“A voz que guia. A chama que arde. O abraço que consola. O Mestre que ensina. A bússola que norteia. A beleza que inspira. A força que encoraja. O líder que exorta. O amigo sempre presente. A expressão da perfeição. E Ele escolheu fazer morada em mim.”

Entretanto temos nos esquecido da terceira pessoa da trindade.
O Espírito Santo e o seu agir tem sido algo muitas vezes ignorado em nosso dia-a-dia. A inspiração através da plenitude do Espírito Santo não é apenas algo de que se fala aos domingos na igreja, mas deve nos tornar bons servos de Deus na vida quotidiana.
Cerca de quarenta homens foram divinamente inspirados e as Escrituras Sagradas se completaram. Samuel divinamente inspirado ungiu o jovem Davi. Maria concebeu do Espírito Santo. Cristo foi levado pelo Espírito Santo ao deserto. Filipe seguiu o Espírito e o Eunuco encontrou a Cristo. E Bezalel?
Bezalel foi cheio do Espírito a fim de “elaborar desenhos e trabalhar em ouro, em prata, em bronze, para lapidação de pedras de engaste, para entalho de madeira, para toda sorte de lavores.” (Ex. 31:4-5) Menos “espiritual”?
Não! Apenas prova de que o agir do Espírito Santo abrange todas as áreas da nossa vida.

- Baseado em “Quem é o Espírito Santo” de Sinclair Ferguson


Nenhum comentário:

Postar um comentário