sexta-feira, 19 de setembro de 2014

4. Guia para o caminho

No relato do batismo de Jesus vemos que ao sair da água, os céus se abriram e o Espírito de Deus veio sobre ele descendo como pomba. Então uma voz se ouviu: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.” (Mt. 3:13-17)
Cristo nos mostrou que estaria aberta a possibilidade de uma vida cheia do Espírito Santo. Ele nos deixou o exemplo. Ele foi cheio do Espírito e a partir de Então foi guiado por este Espírito.

“A seguir, foi Jesus levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.” (Mt. 4:1)
O próprio Espírito conduziu Jesus ao deserto para ser tentado. O Espírito orquestrou este momento, mas não deixou Cristo sozinho, pelo contrário, Jesus recebeu as ministrações e o auxílio do seu companheiro Espírito Santo. E após a vitória sobre a tentação o mesmo Espírito guia Jesus até a Galiléia onde Cristo começa o Seu ministério, sendo glorificado por todos (Lc. 4:14)
Situações tão distintas, mas o mesmo Espírito a guiar. Às vezes pensamos que somente o “repousar em pastos verdejantes e ser levado para junto das águas de descanso” é obra do Espírito Santo. Mas nos enganamos. Há momentos em que nosso amigo e conselheiro vê necessário nos levar ao “vale da sombra da morte”. Ele fez morada em nós, e não importa o quão adversa seja a situação a nossa volta, que deixemos Ele nos guiar, pois Ele fará com que todas as coisas cooperem para o nosso bem, para que o caráter de Cristo seja moldado em nós.

Ele habita em ti, deixe Ele te guiar!

- Baseado em “Quem é o Espírito Santo” de Sinclair Ferguson


Nenhum comentário:

Postar um comentário