terça-feira, 14 de outubro de 2014

11. O Gemido Interno

Veja que lindo quadro.
Ali está você de joelhos. O silêncio de teu quarto é quebrado por um clamor. Palavras não podem expressar o que há em teu intimo. Então teu clamor sobe até os céus por meio de gemidos inexprimíveis do Espírito que em ti habita. Cristo, aquele que sonda os corações, entende os gemidos do Espírito e intercede por ti de acordo com a vontade do Pai, a fim de que todas as coisas cooperem para que em teu rosto brilhe a Sua própria imagem.
Esta é a cena de Romanos 8:26-29.

Quando não sabemos mais como orar, quando a angústia toma conta do nosso coração, quando as palavras dão lugar à lágrimas, Ele está ali pronto a nos sustentar e levar nosso clamor ao Pai.
Quando o “vale da sombra da morte” chegar, quando o telefone tocar trazendo a notícia de um acidente, quando a doença nos atingir, quando nossos sonhos não se realizarem, quando pessoas difíceis cruzarem o nosso caminho. Confiemos!
Confiemos apesar da dor que situações adversas possam nos causar. Confiemos no Espírito que habita em nós e na certeza de que todas as coisas cooperarão para que Cristo brilhe em nosso viver.

“Imagine você mesmo vivendo em uma casa. Deus entra para reconstruir aquela casa. No início, talvez, você consegue entender o que ele está fazendo. Ele está consertando o encanamento e reparando os vazamentos no telhado, etc.; você sabia que esses trabalhos precisavam ser feitos, então você não está surpreso. Mas agora ele começa a quebrar a casa de uma maneira que dói absurdamente e não parece fazer qualquer sentido. O que diabos ele quer fazer? A explicação é que ele está construindo uma casa bastante diferente daquela que você pensou – lançando uma nova base aqui, colocando um andar extra aqui, levantando torres, fazendo pátios. Você pensava que estava sendo feito um belo e pequeno chalé; mas ele está construindo um palácio. Ele pretende ele mesmo viver nesse palácio.” —C.S. Lewis

- Baseado em “Quem é o Espírito Santo” de Sinclair Ferguson


Nenhum comentário:

Postar um comentário