segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Estações

“Enquanto a terra durar, não deixará de haver sementeira e ceifa, frio e calor, verão e inverno, dia e noite.” Gênesis 8:22

Verão...
O brilho do sol exalta a criação. As cores são mais vivas. Os pássaros cantam. As crianças brincam na rua até tarde. A família vai à praia. Os amigos se reúnem para passear. É tempo de férias. É tempo de descansar.
Todos precisam trilhar o caminho do sol, onde não há horários a serem cumpridos, onde não há obrigações a serem realizadas. A mente descansa. O corpo relaxa. É tempo de aproveitar a família. Rever os amigos. Gastar tempo contemplando o pôr do sol. É tempo de rir. É tempo de dançar.

Outono...
Ventos fortes. As folhas caem.
As árvores aprenderam a arte de “abrir mão” das folhas que exigem muito de suas forças, pois sabem que em breve dias difíceis virão. Dias em que encontrar nutrientes não será tão fácil. Elas se preparam para o inverno.
Agora, voltemos ao Egito. Olhe a cena!
Lá está o menino Moisés sendo recolhido das águas pela filha do Faraó. Quarenta anos se passam.Ele decide ir visitar seus irmãos, os filhos de Israel. Em suas mãos correm o sangue de um egípcio. Fuga. Mais quarenta anos, agora como estrangeiro na terra de Midiã. Uma sarça ardente. Um chamado especial. A esta altura, Moisés já se encontrava com 80 anos de idade. O tempo de preparação havia chegado ao fim. Era hora de encarar Faraó e libertar o povo de Israel.

Inverno...
Olhe para as árvores. Não há mais folhas. Elas parecem estar secas e sem vida. Mas ali, em solo profundo, suas raízes penetram o mais fundo e a seiva continua a correr por cada ramos da árvore. É no inverno que ela cresce.
Quando o inverno se projeta sobre nós na forma de fracasso, rejeição, abandono, traição, desemprego, solidão, depressão, perda de um ente querido, quando estamos surdos para todas as coisas, exceto para o grito da nossa dor, é quando as raízes da confiança precisam ir mais fundo na busca pelo Senhor.
Você pode se divertir no verão, se preparar no outono, mas só crescerá no inverno.

Primavera...
O sol volta a brilhar trazendo vida ao jardim. As flores brotam emanando cor e perfume. As árvores, agora repletas de verdes folhas, dão os seus frutos. E o doce canto dos pássaros volta a ritmar a melodia de nossas vidas.
O inverno chegou ao fim e agora é tempo de colher os frutos. Saboreie-os!
É tempo de olhar para trás e contemplar as maravilhas do Criador em cada estação, e descobrir que o sol do verão, os ventos do outono e o frio do inverno cooperaram para com os doces frutos que hoje temos nas mãos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário